.

Falam de mim como se fosse uma pessoa alegre, penso em mim como se não tivesse qualquer valor.
A felicidade que vêem em mim não é a que sinto.
Incerto nunca ter falado com ninguém, incorrecto não ter tido essa oportunidade.
Guardei demasiadas 
coisas e nunca quis perceber nada do que se passava, calculava apenas.
Sinto-me mal por não ter os meus pais biológicos, tenho irmãos e não sinto qualquer carinho por eles, não consigo sequer justificar.
Não criava relações com ninguém, nem encontrava felicidade no meio daquela gente.
Desde o início tive a percepção de tudo e na verdade, os que estavam felizes, não se apercebiam de nada.
Por conseguinte, penso na porcaria que fiz, foi tudo para chamar atenção, nunca fui má pessoa, fui uma frustrada.
Queria e quero tanto libertar-me destas imagens passadas, realizar um futuro, viver intensamente cada dia...
Quero ser o orgulho dos meus filhos, dar-lhes o triplo do que não tive. 
Tenho a certeza que todos os dias me irei tornar numa pessoa melhor, todos os dias. 

Tânia Amado

3 comentários:

  1. minha princesa, o caminho que percorreste ninguém merece. mas fizeste-o com distinção e és uma pessoa admirável em todos os aspectos. podes são estar sempre feliz mas do que mim depender serás sempre mais.
    gosto de ti por tudo o que és.

    ResponderEliminar
  2. Ontem foi pior que hoje. Amanhã vai ser melhor do que hoje. Tudo acaba por fazer sentido. Tens-me ao teu lado para sempre e para tudo o que for preciso.....

    PS desde que sejas do Belém....

    ResponderEliminar
  3. Como teu irmão fico triste que não sintas carinho mas espero que saibas que me enches o coração de alegria sempre que estamos juntos! Adoro-te e admiro-te pelo que foste, pelo que és e, com ainda mais entusiasmo, o que serás! Ly

    ResponderEliminar