Fim de semana com o avô miguel

É querida a Tânia e dá-se bem com todos e todos gostam logo dela. Ela acha que não.

Com avô miguel não foi diferente, foi amor de neta à primeira vista e ela adora.

Este fim de semana combinaram passar juntos. Ele está muito tempo sozinho e ela gosta da companhia. Têm programas o fim de semana todo, vão a jantares, vão correr, vão andar de bicicleta, têm almoços e coisas deles. Não sei se vão fazer isso tudo mas é bom nem que sejam só planos.

É giro ver a relação deles. Ela ama ter um avô como se não tivesse tido nenhum e preocupa-se com a mesma intensidade. Dá-lhe mais valor do que às tantas dei aos meus avós porque estiveram sempre lá. Hoje que já não estão devia ter sido mais Tânia e tê-los vivido com mais intensidade. Fico contente que o faça.

Para o avô miguel é uma companhia crescida para programas de crescidos aos quais vai muitas vezes desacompanhado. Vai apresenta-la a todos e se passar vão dançar rock and roll. Fazem bem um ao outro e isso e o melhor de tudo. Quando se encaixa a todos os níveis é um descanso para nós e é bom ver que faz sentido para todos.

A menos de um ano em nossa casa tenho a certeza que já ninguém saberia viver sem ela.

rosa amado

Sem comentários:

Enviar um comentário