Quatro anos

Nem acredito, já passaram quatro.

Há quatro anos a esta hora tava doida para que saisses. Não foi o dia mais feliz da minha vida, não sei o que saberás do parto quando leres isto mas tínhamos de lhe tirar na duração e noutros detalhes para se tornar uma experiência idílica. E depois quando nasceste confesso que não foi amor à primeira vista... vinhas cheio de porcarias nossas e meio inchado, claramente não estavas nos melhores dias. Acho que também não gostaste logo de mim à primeira, choravas bem quando olhaste para mim, às tantas nem vias bem com tanta luz e gente a nossa volta.

Depois disso o nosso amor foi crescendo tanto tanto que não dá para descrever. Hoje se me dissessem que tinha de viver sem ti não sei se sobreviria.

Se te tivesse de descrever numa expressão diria que és um bom muido. Querido, simpatico, amigo, independente, calmo, organizado e feliz.  Neste último bem sei que se tem de trabalhar todos os dias para que nunca mude porque é o mais importante de todos. Para mim és mais que isso tudo és meu filho, está explicado.

Hoje fizemos uma festa. Andavas a sonhar com ela há meses e adoraste. estavas feliz da vida e sei que vais passar o resto do ano a falar em todos os presentes que recebeste, quando não for cromos que sabes de cor e queres que saibamos todos contigo.

Vieram muitos amigos, avós e primos. Todos cantaram contigo os parabéns e tu deliraste. O zm devorou o teu bolo do cars que na verdade era uma estrada.

Foi espetacular meu amor. Se não te lembrares lemos isto vezes sem conta.

Parabéns, love you! ♡

rosa amado

Sem comentários:

Enviar um comentário