Slowing down

Sabes que vai acontecer, vais ter acalmar. Jogas com o limite essencialmente porque não sabes até onde esticar, e vais testando.
Consulta marcada e quase advinhas o que te vão dizer mas ainda assim não queres acreditar. Pouco líquido, bebé pequeno, hora de parar. Pimbas.

Faltam 7 semanas não é o fim do mundo mas a verdade e que me custa parar. A minha cabeça fica doida, sinto-me sofucada só de pensar em ficar de pés para o ar. Cena maluca se pensarmos que estou doida por meses de licença cheia de tempo para mim, para nós, para todos.

Começo a fazer listas de coisas a fazer e faço-as devagarinho para a lista não acabar. Segurança social, centro de saúde, imposto único de circulação, encher o pneu do carro, arranjar uma alcofa só porque me quero entreter, lavar roupa de bebé, devolver roupa emprestada aos outros, acabar letras e livros do doman, mais cenas disso... 7 semanas deve dar, vamos juntando o que surgir.

Para já fica o aviso: dois litros de água por dia, descanso e nada de caminhadas. 3kg no bucho mas mesmo assim decidiste não crescer tanto como devias, feio. E já estavas virado mas decidiste virar de volta para me chatear, teimoso. E escondeste a cara para não te ver, cheio de personalidade. Vais ser torcidinho tou a ver.

Passámos do santo do né para o teimoso do zé e agora tu- o sacana. A tânia como boa mulher e um misto de todos, varia ao dia ou à semana, como seria de esperar.

E pronto xavier, parece que vai ser como queres vou ficar sentadinha à tua espera. Não sempre mas muito. E tentarei não ficar louca mas já sabes que se ficar quem me atura és tu. Afinal os próximos meses são nossos.

rosa amado

Sem comentários:

Enviar um comentário