Saudades de cão

Querido golo, temos saudades tuas.

Não vou mentir que me tem sabido bem ter a colcha da cama branca mais do que uma semana. Ou abrir a porta com calma sem medo que fugisses a correr. Ou não te ter em cima de todas as visitas que temos, especialmente as que detestam cães.

Mas a verdade é que fazes falta. As migalhas na cozinha parecem não ter fim, o manel dorme com os pés frios e agora não sabemos quem chega mesmo antes de chegar. Até ao xavier fazes falta e nunca te conheceu, eras uma ajuda óptima com eles quando tomava banho ou ia só ali à cozinha ficavas a tomar conta e davas sinal caso a cena te preocupasse. Fazemos isso tudo na mesma mas não posso fechar os olhos da mesma maneira. 

Um destes dias ao pequeno almoço o zé perguntou por ti. "Bobo, bobo" dizia ele a apontar para a tigela que não tirei para não ter de explicar que era definitivo que não voltavas. A tania ficou em pânico que tivesse a ver um fantasma teu mas quando perguntou onde tava o "bobo" disse logo que não tava cá. 

Ontem foi a vez do manel e desfez-se em lágrimas a dizer que não queria que fosses para o céu, que tinha muitas saudades tuas. Explicámos que estavas bem a brincar com o bock e roubar comida aos outros cães mas ainda assim não se consolou. Estou em crer passou a detestar o céu por te ter roubado.

Fazes falta a todos e claro que todos nos vamos habituando a viver sem ti, mas antes que isso aconteça que fique escrito que temos saudades tuas.

Porta-te bem desse lado e beijinhos dos teus amados

rosa amado

Sem comentários:

Enviar um comentário