obrigada sr. analógico

Quando chegamos ao ponto de achar que o telemóvel é uma prioridade, aí está quase tudo perdido.

Andava meia indecisa se seria capaz de deixar o iPhone por um, dois meses, pelo menos até aos exames, era esse um dos meus objectivos.

Não é nada bom acordarmos e a primeira que que fazemos é ver se a nossa fotografia no instagram tem muitos gostos, ou simplesmente ver o que os outros andam a fazer, ou meter uma fotografia e mostrar que fui aquela festa e até saberem da nossa vida pela internet.

Há pessoas que fazem bom uso do iPhone, mas nós jovens, para quê?

para mostramos aos nossos amigos que fomos a todos os festivais no verão,
que temos uma casa de férias na praia,
ou até mesmo mostrar que temos um iPhone.

Mudei para um telemóvel analógico e lembro-me mais dos meus amigos,
lembro-me mais dos meus deveres,
sinto-me bem por não desperdiçar meia hora a passar o dedo no telemóvel e ver que outro afinal viajou ou que a outra se casou.

Prefiro ser a pessoa que viajou e que se casou,
prefiro desperdiçar meia hora a brincar com os meus irmãos,
prefiro perder meia hora aprender os deveres de uma mulher com a minha mãe,
prefiro passar meia hora a ler o livro que andava para ler à séculos e que nunca tinha tempo,

O meu objetivo começou por ser um mês sem o iPhone,

 agora que cheguei a esta conclusão (finalmente) dou o meu iPhone a quem quiser.

Tânia Amado

1 comentário:

  1. Olá! Sigo-vos há pouco tempo, e hoje comento pela primeira vez.
    Sou chefe de escuteiros e este post deu-me uma ideia fantástica para desafiar os meus escuteiros. Obrigado!
    Eu trabalho com os caminheiros (os mais velhos) e apesar de termos conseguido estabelecer algumas regras e de eles as cumprirem a maior parte das vezes, seria interessante vê-los analisar as diferenças de uns dias sem smartphones. Para quem vos vê, chega a ser aflitivo a dependência e a avidez com que tiram inúmeras vezes as geringonças dos bolsos e ali ficam a passar o dedo para cima e para baixo, alheados dos outros amigos que têm à volta. Parabéns pela iniciativa e obrigado pela ideia.

    Ana Raquel (playmoblog.blogs.sapo.pt - se quiserem ler uma histórias aos mais pequenos)

    ResponderEliminar