Todos são dias da minha mãe

Minha querida mãe,

Minha incomparável mãe, flor do tempo infinito, que do tempo traz a saudade que o próprio tempo tem.
Minha inesquecível mãe, que me fizeste mais Amado do que o meu próprio nome, e que é amado por ti também.
Minha infinita mãe, do teu colo nunca me levantarei, nem quando o infinito acabar, a fugir do fim que sempre vem.


Só mesmo queria que me retirasses estas indescritíveis saudades que este teu filho tem, minha querida, abençoada, gloriosa, saudosa e tão perfeita mãe.


João B. Amado

1 comentário:

  1. Saudades da Tia Mana... teria disfrutado muito de ver a familia multiplicar-se tanto e tao bem!

    ResponderEliminar