obras

ansiamos por obras há mais de um ano.
a tania mudou-se depressa porque era depressa que a queríamos, com tempo o quarto ia ficar melhor, com tempo rearranjávamos tudo. e depois também fazia parte dos planos aumentar para mais um por isso era preciso espaço.

há mais de um ano começámos esse processo. o melhor de todos quis ajudar, com o pouco tempo que tinha foi difícil. estava sempre quase mas a verdade é que os meses foram passando. depois começou o inverno e as obras que eram para ser feitas no primeiro verão não foram e ainda não estão.

algures no caminho soubemos que havia um bicho na barriga, depois que ele tinha pilinha e nesse caso não ia para o quarto da mana. ajustamos uma planta embrionária e voltamos ao ataque para a pôr em construção. mas quem manda nos tijolos não tem a mesma pressa que nós de arrumar todos nos sítios e por isso esperámos mais meses. pedimos orçamentos, juntámos uns trocos, todos os que temos e continuamos à espera. e pronto nesta fase em que gostava de vos contar os milhões de projectos que tenho para os quarto deles e dela irrita-me pensar que continuo à espera de saber se afinal vamos ter obras ou não.

xavier tem coisas amontoadas connosco, não é grave porque 4kg de gente nunca têm uma grande bagagem mas é óbvio que tudo o que ele tem é crescimento e se as coisas continuarem como estão aos 4 meses não vai para o quarto dele(s)
como foram os irmãos, vai continuar no nosso mas mais amontoado numa cama maior. temos de expulsar o zm da cama para dar ao irmão mas não temos onde pôr a dele. temos que pôr a tania dentro de casa para não passar mais um inverno a ir à chuva para o quarto, queremos arrumar tudo nos sítios antes nas aulas, queríamos até começar com a antecedência suficiente para não calhar mesmo em cima dos exames da tania. enfim, é irritante não ter a faca e o queijo na mão, é irritante querer tanto e não fazer ideia como avançar. ter a cama quase encomendada e não saber se a confirmar porque afinal não tenho onde a pôr. queremos isso tudo e não passamos da tal planta embrionária ajustada com riscos de quem ainda não tem nada.

que todos os problemas da humanidade fossem os nossos, bem sei que não são graves estes, mas irritam na mesma e por isso cá estou eu a refilar. sou óptima a fazer isso como diz o joka.


rosa amado

Sem comentários:

Enviar um comentário