1 ano de xavi

e quase sem darmos por isso passou um ano.
um ano da altura em que depois de várias contracções e uma grande falso alarme nasceste.
nesse dia era domingo e fomos ao estádio universitário todos comer um hamburguer. fomos e viemos a pé na esperança de acelerar o que as contracções já prometiam. a chegar a casa pedi que tirássemos uma selfie a sentir que seria a ultima contigo na barriga, nunca a cheguei a ver anda perdida numa nuvens qualquer.

depois começou a apertar e a mana ficou a olhar pelos manos enquanto fomos só ali ao hospital. fomos e ficámos. passaram de mão em mão para os avós e nós curtíamos uma epidural, nós digo eu e tu xavi, os outros ficaram só a ver-nos dançar.

Foi rápido, não doeu e enquanto o pai punha a correr touca azul tu já tinhas cabelo de fora. vinhas com uma volta e meia de cordão, nada grave mas talvez explique o torcido que depois disso tens sido.

a mana grande logo que soube veio a correr e os outros conheceram-te no dia seguinte para a mãe descansar.

bebé calmo enquanto recém nascido. viciado em mãe mas também gosta de outras caras conhecidas cá de casa. ri às gargalhadas com os manos e adormece melhor com o pai.
és dos bebes chatos que nunca pensei ter e aprendi a gostar. não pode ver a mãe que chora por colo, adormece ao colo [também fica sozinho mas a berrar]. estranha tudo o que é estranho e mostrar as favolas só se tiver o circo montado.
dizem que és parecido com a tanica e gosto de acreditar. tens os dentes da lisa que diz ser tua segunda mãe. os manos tanto te adoram como te odeiam [mais o zé] mas tu já aprendeste a safar-te.

parabéns meu amor pequenino. obrigada por este ano tão bom, acho que o mais feliz que alguma vez tive. que venham mais 100 anos de ti.

rosa amado

1 comentário:

  1. Parabéns ao Xavi, aos papás e aos manos pelo 1º aninho desse amor mais pequenino!
    E realmente...tb o acho parecido com a Tanica ;) nessa foto!
    Beijinhos

    ResponderEliminar