O coração dela



Pois é sabíamos que ia acontecer mais cedo ou mais tarde. E até queríamos que acontecesse está claro. Que tivesse um namorado, que um dia se casasse e que fosse feliz para sempre. mesmo sabendo que isso não existe sempre, é isso que queremos para os nossos filhos.
Surge então o dia em que aparece o moço.

Sabes que esse dia se aproxima porque notas o amor no ar, não sei bem explicar como, é qualquer coisa que práli anda. Dedos colados ao telefone para responder em catadupla, uma alegria cada vez que vibra e um medo gigante que nós pudéssemos vislumbrar alguma coisa que práli se passa.

Tudo isto e até consegues bem identificar o bicho, não por ir lá a casa que isso temos muitos amigos a dar à costa mas pela tal magia. Empenho em defender remates de manel e carregar mimo de zé. Empenho nisso tudo também não é de estranhar mas lá está sente-se qualquer coisa diferente.

Chega ao dia em que ela o apresenta. Fonix, que dia. Para eles imagino que não seja mais fácil mas a tal magia dá coragem para tudo. Para nós deste lado é um incrível momento em que tudo o que te passa pela cabeça dizer e perguntar é tudo o que não podes fazer. 
Então ages naturalmente (nottt) e no limite falas do tempo. E depois eles saem, vão para a noite divertir-se e ficamos nós dois horas a dar bitaites do miúdo e em pesquisas intensivas pelo facebook [Sim já fomos ver o facebook, vergonhoso eu sei] de cenas maradas da vida dele ou potenciais erros que precisamos de evitar. E lá vai ele com o coração dela na mão.

Aos olhos dos pais nunca nenhum estará à altura. É sempre alto ou baixo demais, magro ou gordo de feio, o cabelo grande ou pequeno é sempre esquisito e a roupa, a roupa podia ser sempre melhor.

Ela cheia de programas novos e tu já nervosa a pensar que mais uns aninhos e sai de casa. Claramente não estou preparada para isso ainda.

No fim do dia ele é simpático, até gosta dos mesmos filmes que o joão e toca guitarra. É impecável sempre e vez a vez tem provado mais isso e o mais importante é que a faça feliz, e que a trate bem. E se acabar [que espero que não] ela não sofra demais. E pronto.

Dito isto, anda daí que domingo é dia do namorado a tanica lavar os pratos do Brunch.




rosa amado

Sem comentários:

Enviar um comentário