O dia em que conhecemos o zé magia

Há quatro anos, grávida de 38 semanas fomos à consulta de rotina.
Tudo impec até à cara de más noticias do medico. Placenta a ficar velha e ele a querer que nós fossemos directos para o hospital para conhecermos o nosso zé. Disse que não era para panicar mas que não queria arriscar comprometer as trocas de sangue no cordão e por isso preferia provocar, não seria ele porque não estaria de serviço mas se recomenda lá fomos com muita tranquilidade.

Começámos por passar pelo macdonalds só para garantir que não nos iam deixar a passar fome. Carta do médico e lá demos entrada na maca dura de roer da sala de partos. Nada de contrações e nenhum médico ansioso por pôr a cena a acelerar. Para ultima noite antes de nascer podia ter escolhido uma cama mais confortável pensava eu. Casa cheia em São Francisco e não quiseram começar fartote logo ali percebi entrentando. Pensava na minha cama e na noitona que estava a perder, mas tudo por um zezinho e lá estavamos nós agarrados ao ctg à espera de ondas.

Cocorococó manhazinha e ainda nada. Lá para o meio dia a casa fica mais vazia e toca a despachar a Rosinha. Começam a induzir e a chegar a avó rita com revistas cor de rosa. Tudo se passava em cima da bola de pilates e já com as drogas que tinha direito. Piscinas para cá e para lá e o dia foi bem tranquilo. Passava a anestesista com um grande sorriso, a médica apaixonada pelas lãs que ele ia vestir no primeiro kit e a enfermeira parteira para controlar que nenhum de nós fugia.

Todos sabiam do diagnóstico, vinha na carta e na caderneta do bebé, todos me tratavam como uma heroína e estava a adorar. Ainda hoje não percebo bem porquê mas soube-me bem o mimo, devia ser assim sempre em todos os partos.

Depois explicaram-me que podia ter dificuldades em mamar e até respirar e por isso teria direito a médico pediatra a assistir, não é o momento mais glorioso da vida duma mulher e não adoro vender bilhetes para o show mas tudo bem, tudo por um zezinho.
No fundo eu sabia que não precisaríamos dos médicos a mais mas não valia a pena chatearmo-nos por isso.

A coisa das contrações e dos dedos de dilatação fica mais séria e salta para a maca dura da noite. Lado direito sentia as contrações, raio do miúdo tinha qualquer coisa em cima do nervo não deixava passar drogas. Joka ia ficando sem mão mas estava ali a dar tudo para me ajudar, não tinha estado no primeiro e tinha tido imensa pena. Noves fora nada e digo ao João que chame a enfermeira que tá na hora. A sra tava no vinha não vinha que que pareceram horas. Chegou e confirmou que o puto estava de saída.
Apetrechou a sala, chamou a audiência e deu-me um amok. Uma tristeza repentina pelo meu né que ia deixar de ser o pequenino e de ter um colo só para ele. Hormonas no seu melhor e a cara do João quando lhe disse o que sentia: Um misto de wtf e como te lembras disso a menos de um minuto de cuspir um filho?!
Hormonas joka, hormonas.
 As mesmas que minutos depois nos faziam chegar um Zezinho. Perguntaram ao João se queria cordar o cordão e nessa altura já estava fora de mim, ele e eu, o meu buda gorducho já lá andava e que coisa querida. Precisava dum banho tá claro mas querido demais, até o ar chinoca lhe dava uma certa graça pensei eu. Coisa querida da mãe. Tanto tempo a pensar como serias e no momento em que já nada disso importava lá estavas tu coisa mais querida. O mais bonito de todos à nascença.

Visto e revisto por todos e mais alguns lá teve alta para ser só da mãe e do pai. 9/10 no apgar, 1h depois mamava como gente grande e começavam os grandes desempenhos.

No corredor para a súbida para o quarto conheceu os avós e a tia pilar, furaram o esquema so para te conhecer zezinho.
O nosso zé magia. O neto 21, nascido às 6h15 (soma 21), no mesmo dia que o bizavo dia 21 de agosto. Ficámos no quarto 3.21 três dias e depois viemos para casa ser felizes para [quase] sempre.

E quando quiseres saber diz que eu conto outra vez. Parabéns meu amor foste e és a melhor surpresa de todas.




rosa amado

2 comentários:

  1. Muitos parabéns ao Zé Magia, ele era e é um bebé lindoo! Parabéns aos papás!

    ResponderEliminar
  2. Que delicia ler este relato do nascimento do Zé Maria/magia :)

    ResponderEliminar