Vai de quim

apanhou o autocarro o quimboio e o metro. 
normal na vida de tantos mas extraordinário na vida do né que vai e volta a pé ou de boleia para a escola.

estava feliz feliz. por vir com a mana, por vir ao mundo dos crescidos. foi assistir à aula de condução mas não havia cadeirinha não pode ir no carro, ficou na escola com a formadora. quando a mana voltou levantou os olhos do desenho e perguntou-lhe se tinha corrido bem, se tinha guiado bem e é delicioso.

depois vieram os dois almoçar comigo, croquetes como a mãe gosta no sitio onde a mãe trabalha, esse que se houve falar todos os dias mas que não cola com nenhuma imagem na cabeça dele. meio perdido perguntou se estava em lisboa. e queria ter ficado a tarde toda. teve vergonha como faz parte e agarrou as saias da mãe que na verdade eram calças.

se pudesse tinha ficado a tarde toda. por ele e por mim. mas foram. tá quase né [e outros] a mae está so a despanhar emails, apresentações e cenas para as três semanas de férias que se seguem.





rosa amado

1 comentário:

  1. Parece que estão quase quase de férias ;)...bem merecem! Umas férias maravilhosas para essa família linda! Beijinhos

    ResponderEliminar