Rebenta a bolha

Raios tinha de haver um rebenta a bolha na história. Tava a correr tão bem. Meia casa numa mala e tudo num caos fora dela e de repente lá vem o raio da bolha, a que nos enrola e rebenta com um telefonema. 

Ligou lá das americas e disse o temido, rebenta a bolha. Não há milhas para ninguém e podes ficar com a casa que afinal não vai dar para ir. Pareceu-me ouvir lágrimas de crocodilo do lado de lá, mal ele sabia os sonhos que viajavam deste lado. Era daquelas coisas boas demais para acreditar, mas nós somos dos optimistas. Mais eu vá, o joka muito expedito disse logo meu amor já sabíamos dessa possibilidade, está tudo bem. E sonhamos na mesma porque vai acontecer, rematou ele à campeão.

Tudo isto acontece num dia em que tudo o menos nos importava eram as malas ou os sonhos. Apesar de estarmos a dois dias de sair, o tempo parou à espera de noticias de um grande amigo que estava na cama do hospital a tratar temas muito além de sonhos. Embora esperemos que a sonhar de tamanha moca que deve ser uma operação de 8 horas. Adormecemos a torcer por ele no dia antes e assim continuámos até saber que tava bem. E por isso quando às 5 da tarde o telefone toca ao fundo do corredor, corri que nem uma criança à espera de noticias dele. Era da carolina do sul e queriam cancelar, lágrimas de crocodilo e tudo mais e eu cá só o queria despachar para não perder o telefonema que me preocupava mais. Acabou a vinda dele mas mais importante que tudo acabou tudo bem com o Francisco.

E assim foi a história do sonho e da realidade. E calhou no dia perfeito em que foi básico e linear perceber que sonhar é bom mas melhor melhor é vivermos esta vidinha de sonho. Voos mais altos existirão sempre nem que seja só porque é mais divertido.

E o resto resolve-se. Diz a princesa e digo eu, sempre e a toda a hora.


rosa amado

1 comentário:

  1. Inscrevam-se na INTERVAC. Enquanto os meus filhos foram pequenos fizemos sempre férias trocando a casa. correu sempre muito bem. Estivemos 3 semanas em londres, 3 semanas em paris, 2 semanas em Barcelona e por aí adiante. Há propostas irrecusáveis em quase todo o globo. A única desvantagem é que eles se habituaram a serem cidadãos do mundo!! Se quiserem posso dar mais indicações. Adoro a vossa família e o vosso blogue.

    ResponderEliminar