Tirar sangue

E pensar o que me irritava sempre que me mandavam marcar exames ao zé maria, no ano em que ele nasceu.
Não eram os exames em si, teve de tudo um pouco, era a sensação de que o estavam sempre a pôr em dúvida. Havia sempre alguém a achar que alguma coisa nele podia não funcionar bem; e deixava-me doente.
Fui a todos, sei bem que o mau feitio não se deve sobrepor ao bom senso por isso fui. E  [depois de cabeça, olhos, ouvidos, coração, rins, sangue e ADN] deu-me um gosto extraordinário vir com certos em tudo. Toma para eles, os que duvidaram. Senti-me(nos) gloriosa(os).

Além do meu marido, e provavelmente a minha mãe, o pediatra deles topou-me a milhas e, por ser duma sensibilidade daquelas que os medicos devem ser, poupou-me(nos) aos exames que considerava não essenciais nos 3 anos seguintes. Foi um fixe.

Agora na consulta dos 4 anos, e sabendo os dois que tá tudo bem, disse-me devagarinho, como devia ser sempre que queremos pedir coisas que chateiam as mães, "e este ano? Faziamos umas analisezinhas, o que acha? Só para garantir".

Eu, 4 anos mais tarde, mais crescidinha e levada pelo seu bom feitio, concordei. Tentar não deixar que o bom senso seja tomado pelo mau feitio e la acenei com confiança. Por isso e porque a minha trissomia ja me ensinou que a malta não está sempre com dúvidas, há boa malta que só quer mesmo confirmar para resolver se necessário e nem darmos por isso.

Ok às análises de sangue. Desculpa zezao, eu sei que no fundo não querias e que doi. Tanto sei que não fui capaz de lá ir contigo e foste com o pai. Ainda me lembro de berrares bebé na primeira vez, com o nezinho a dar-te beijinhos para te consolar. Acho que não me vou esquecer, nem dessa nem da vez do né de tirar, quando se duvidou de alguma coisa. Não sou boa de agulhas, nunca fui, tenho dúvidas que algum dia serei. Fiz a parte do xixi no copo que também foi emocionante, para tua primeira vez num copinho.

Foste e correu tudo bem. Choraste, como esperado, e encheste o fato do pai de ranho, depois ele prometeu bolo e lá acalmaram os soluços. Tiveste o pastel de nata prometido. Não tenho ainda os resultados mas no fundo acho que sei que tás bem, tou preparada para uns minerais a mais ou a menos e pronto.

E foi esta a história das tuas análises.

rosa amado

Sem comentários:

Enviar um comentário