Filhos internados ou bebes no hospital, devia ser proibido

Fui hoje almoçar com uma amiga que tem o filho bebé internado no hospital - dureza.
A vida quando temos alguém no hospital piora exponencialmente, mais ainda um filho.
 
Só nos aconteceu uma vez há três anos. Depois do natal e  na vespera de um casamento decidi levar o zé à urgência,  estava meio ranhoso, e ia deixar-lo com a minha mãe queria confirmar que não deixava uma bomba relógio. Supresa das surpresas quando me disseram que tava com uma bronquiolite, oxigénio em baixo e tinha de ali ficar. Raios, não achei que tivesse assim tão mal - não tava, acreditei. Um ano e meio e está claro ficamos os dois, não o largaria por nada (mesmo que tivesse 21). A coisa não era grave e eu sismei que era pura birra da malta do hospital,  ele tava fixe -para mim estão sempre, mas segui as regras e la ficamos entre bombadas de ventilan r oxigénio. Dormia lá depois ficava uma manhã ou uma tarde e o João revesava; No trabalho foram impecáveis e disseram-me que tirasse o tempo que precisasse, não estava psicologicamente preparada para por um outof office por tempo inderterminado, decidi não por e passar por lá duas horas por dia a despachar o essencial. Acho que decidi isso também para manter a sanidade, ainda que sem saber bem. Ele estava bem, ranhoso, mas bem.
Já eu, claramente não sabia lidar bem com aquilo e tinha postura de cão de guarda, não deixava que lhe fizessem nada sem eu ver e refutava todos os problemas que eles identificavam - a loucura da mãe. Nunca foi muito grave, nunca tive muito preocupada - tivemos muita sorte.
 
Passados 6 dias voltou para casa e nunca mais aconteceu com nenhum. Temos muita sorte.
 
Hoje fui visitar a minha amiga e sabendo o duro que foi para mim uma coisa tão basica como uma porcaria duma bronquiolite, passei o dia a pensar no duro que será para ela cujo filho está um bocadinho pior. Eles são rijos e dão a volta muito melhor que nós, mas até la é dureza.
 
Se houvesse alguma maneira de aliviar isso seria tão bom. Não há. Por isso, até que saia de lá, temos almoço marcado uma vez por semana. Não vai resolver mas estamos juntas.
 
A todos os pais com filhos internados, um beijo deste lado.
 

rosa amado

6 comentários:

  1. Ufa...😓
    Já perdi conta aos internamentos pelos quais "já oassei".
    Gémeos fazem 15 meses na 4f, nasceram de 31S, ficaram internados 30 dias, sendo que durante 5 longos duas tinha um na Estefânia é outro na MAC ...
    A menina tem problemas a nível respiratório, teve de ser observada no bloco operatório, aos 9 meses, e ficou por 6 dias... Teve de voltar mais 3 vezes e todas elas com direito a uma noite. Há 3 meses nasceu a mana, apanhou vírus da outra irmã e no dia de ano ano ficou internada (bronquiolite, tosse, ranho, falta de ar) ficamos 5 dias...
    Não consigo descrever como aguentei e aguento tudo, mas olho para o lado e vejo meninos que estão piores que aquilo que qualquer um dos meus esteve e isso parece que ainda arrasa mais comigo, dá vontade de abraçar pais e filhos e dizer-lhes que tudo vai ficar bem... O coração fica tão pequeno...
    Miminho à sua amiga... Nada desgasta mais que isso!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é verdade margarida... a realidade as vezes parece-nos impossivel de aguentar mas olhamos para o lado e depois até se torna básico. Obrigada pelo exemplo de força. eu como digo tive só 6 dias duma coisa ridícula... todos que tiveram mais que isso são para mim heróis!

      beijão

      Eliminar
  2. Obrigado Rosa 😘
    Ao contrário de cão de guarda, sou uma mãe cheia de medos...não quero saber notícias em primeira mão e empurro o meu marido de olhos fechados para ele ouvir e ver tudo primeiro. E depois ele conta-me já com filtro e devagar 🙉🙈. Ele tem sido um pai exemplar, não larga o manel, vê picas, sondas e drenos...e atura-me quase tudo. Ontem não me apeteceu ir almoçar com ele... dia de sol e esplanadas no restelo a chamar por nós. Sem grandes explicações desisti de almoçar com ele. Ele não percebeu porque o deixei sozinho tadinho. Nem eu. Peguei no carro e fui dar a casa. Fui só chorar. E então percebi tudo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Madalenita são tempos difíceis de gerir emoções é normal que as vezes descarrile. mas no fundo vai ser mais um capitulo juntos e em velhinhos ainda vão contar ao manel as macacadas que vos fez passar.

      Estamos cá para ajudar no possivel e tentar que vos seja mais facil.
      não tarda já passou isto tudo e estaremos a beber caipirinhas debaixo do guarda sol. uma mais de cães de guarda e outras mais de mandar buscar a bebida ao bar para ir digerindo ;)

      um beijão

      Eliminar
  3. Obrigado Rosa... por ter almoçado sozinho!
    Estou a brincar. O almoço fez muito bem à Mada. Como sempre. Ajuda a distrair pelo menos uns minutos. Mto obg, bjns e abc ao João.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. michel não penses que te safas que o sr amado volta de madrid e enche a tua agenda. internamentos dão em emoções ao rubro e segundo o que sei tens sido um heroi de capa. espetacular.
      caipririnhas no verão são garantidas. força nessa hora e vais ver que não tarda já passou.

      viva o manel!

      Eliminar