Quinta e última noite

Dia normal. Comeu como nunca e lançou aviões de papel com o Manel.

Fomos passear e andar de baloiço, tinha tudo para correr bem mas deu em choradeira. Duas horas a chorar sem parar só porque estava triste. Cena marada de gerir quando tens mais 3 pequenos meio sem perceber. Tentámos de tudo e o que resultou foi a persistência no colo e no mimo, e a certa altura o mickey também deu uma mãozinha. Muito cansativo, sempre que ficava quase desesperada pensava que gostava que tivessem feito isto e mais pela minha tanica (não faço ideia de fizeram mas quero acreditar que sim) e toca a dar mais uma volta e cantar mais uma lenga-lenga. Agora que penso a parte do cantar podia ser a razão de tudo.

Passadas duas horas acalmou e voltou a brincar como se nada fosse. Aviões, carros, mickeys e tudo mais. Bebeu leite quentinho, comeu uma maça e cama.

Dormiu bem, acordou tranquilo, comeu papa e foi embora. Está agora a ir.

Lições aprendidas:

.Que nenhuma criança deve chorar de tristeza sozinha
.Que somos muito mais fortes do que nos achamos, mas que temos limites.
.Que só é possível fazer isto (no nosso contexto) em equipa: team joão, rosinha e tanica fortíssimos. liza também incrível.
.Que os miúdos aceitam muito bem a fragilidade de quem precisa e ajudam no que podem.
.Que a vida é complicada e não somos ninguém para julgar o tamanho da tristeza do outro.
.Que não vai dar para fazer isto a toda a hora mas que sempre que der vale muito a pena.
.E que há esperança. Há sempre esperança e com amor a coisa acaba sempre por acalmar.


Que sejas muito feliz Martim. 
Lembro-me semanalmente de todos os miúdos com quem fiquei ainda que só 2 dias, lembro-me com alegria e espero que estejam encaminhados, contigo não vai ser diferente. somos amigos pra vida


rosa amado

2 comentários: