Se me virem por aí a comer latas de atum e tomate, está tudo bem. é um tema de energia



Se me virem por aí a comer latas de atum e tomate, está tudo bem.

Estava tudo mal há um tempo e esta foto foi a gota de água, zoom in e -se bem a minha cara de cansada. Velha de cansada, cansada de velha. Apesar de ter dormido bem nessa noite.
Tenho filhos e trabalho e tenho uma vida social intensa. Ainda assim não me pareceu razão suficiente para andar de rastos. 8 cafés por dia e mesmo assim andava a meio gás com 1/3 do cérebro activo 80% do dia.
E eu preciso do cérebro para trabalhar e juntos levarmos esta mini malta para a frente.

Então comecei a pensar que tinha de mudar alguma coisa. A prima pilucia mudou tudo há um ano e está outra, diz ela. A clo no trabalho dizia o mesmo. Depois a reportagem doPinto Coelho no alta definição. E [ apesar de saber que as redes sociais nos condicionam e vemos sempre as mesmas noticias] já só pensava que tinha de fazer qualquer coisa urgente e provavelmente ia ter de passar pela alimentação.
Liguei à Pi ela deu-me o número do nutricionista funcional dela, liguei e so tinha marcações para o mês seguinte. Sou pessima a esperar e preparei-me para desistir ou ir solo. A Pi é teimosa de família [o mesmo lado que o meu] e voltou a ligar a tentar, desmarcação de ultima da hora - parecia mentira, não era.

Dia seguinte às 11h lá estava eu, meio convicta meio entalada- a precisar de energia.
E ela começou a explicar. Explicou muito e muito não saberei reproduzir. Percebi que andava a viver dos picos do açúcar e como algumas coisas que comemos têm imenso impacto na energia, mitocôndrias e afins. E que havia muita coisa que facilmente podia mudar, outras com mais dificuldade.

No fim vim cheia de informação e depois de pagar 60€ achei que o mínimo era tentar. Sai direta para o supermercado e comprei o que vinha na receita. Mais proteína e legumes, menos coisas que enchem-sem-valor-nutricional.

Há uma semana mudei tudo e [ainda meio séptica] está a fazer toda a diferença. Não tenho fome, devo estar a desinchar mas essencialmente sinto-me muito melhor- com muito mais energia. Já não adormeço pelos cantos e sinto-me bem. Não sei se vai dar para isto a vida toda e ainda tou a pensar em como aplicar isto também ao resto da familia mas para já estou a curtir a cena. Está a saber-me muito bem e achei por bem partilhar.

O que como:

  • Pequeno almoço: Ovos estrelados (que adoro), frutos secos tostados e legumes. [azeite na frigideira, frutos secos lá para dentro, cenoura ralada e os ovos. Perfeito e não demora tanto mais]
  • Frutos secos e fruta [nunca tenho fresca mas tive de passar a ter]
  • Almoço: carne peixe+ legumes crus + legumes cozinhados [até não ter fome, mas na verdade chego ao almoço sem muita]
  • Lata de atum em azeite com tomate cherry. [ou alternativas semelhantes]
  • Jantar: carne peixe+ legumes crus + legumes cozinhados [até não ter fome, mas na verdade chego ao almoço sem muita]
  • Sos: chocolate preto com frutos secos

Tirei para já os hidratos para ser mais rápido o efeito [e já agora temos o verão à porta]



É uma cena meio paleo, meio cenas sem-açucar-gluten-e-leite. É uma cena que bem explicada faz todo o sentido e para sinto-me mesmo bem. A quem possa estar como eu estava vale a pena experimentar.



rosa amado

Sem comentários:

Enviar um comentário