Natal dos amados

52 horas depois está quase no fim. Fomos a 5 casas, algumas duas vezes, umas com todos outras só com alguns, estivemos com 101 pessoas (literalmente) e todos juntos recebemos muito mais do que metade desse número em presentes.

Fomos à missa do galo e quase desistimos mas ficámos e foi tão bom. Deitamo-nos dois dias depois da meia noite, todos nós.  A tania num dos dias muito mais tarde que isso. Dormimos uma noite fora e fizemos alguns quilómetros pelo caminho.

Com um andante, outro que é um diabo, uma adolescente e outro na barriga foi uma maratona. Não fossem as outras 4 pernas e braços que temos não tinha sido possível.

Ainda falta um com mais 30. Até adivinho que se vai falar da tap, da justiça do Sócrates e do bes. Vais querer saber a opinião deste e daquele. Vamos falar daquela ou da outra pessoa mas não vamos tão longe na conversa para não parecer cusquice. Damos um olho nos miúdos enquanto comemos qualquer coisa e eles comem o que der jeito e safam-se com o que lhes vão dando. É uma confusão e se pensares bem é difícil de acreditar que se goste disto mas a verdade e que amo, esta confusão de Natal é o que somos e o melhor que temos espalhados por tios e primos que às vezes só vimos há um ano.

Não tirámos selfies nem mandei mensagens este ano. Às tantas ainda vamos a tempo no último de hoje. Os kits ainda que repetidos do ano passado estavam impecáveis.  Houve quem só descobrisse da nossa barriga nestes dias. A Tânia teve como peixe na água porque ela é fixe e todos sentem e sabem.

Foi um natal em grande. Se me dissessem hoje que era outra vez 24 era capaz de fazer birra mas fazia tudo de novo e adorava na mesma.

Daqui uns dias voamos daqui para fora, um dos pesentões que recebemos. Cenas dos próximos episódios.

rosa amado

Sem comentários:

Enviar um comentário