Vestir uma princesa

Devia ser crescidinha e ir impecável sempre que tenho algum, mas não.  Penso no vestido nas vésperas, as meias às vezes no dia, sapatos são mais ou menos universais para dar para todos e por aí fora. Cabeleireiro home made, unhas às vezes só no caminho e lá vamos nós. Quando a coisa está difícil vou a casa da mãe resolver.

E de repente a tua filha tem um casamento. E confirmo que não tenho maturidade para estas coisas das mega festas. Não veste nem calça o mesmo que eu, não me sei pentear muito menos a ela e pintar nem se fala. Queres ajudar e dar a segurança que estes primeiros eventões não imprimem e tu própria não sabes como.

Amigas, do melhor que se tem na vida. É pensar e formas e tamanhos e pedir à certa. A sofia aparece cá em casa com uma mala maior que ela e saca dos vestidos. Entre tantas soluções está a nossa de certeza. Com amigae destas não falta nada.

Ficam a faltar os sapatos mas a minha mãe calça parecido (aparentemente há mais do que uma pessoa a calçar 35) por isso parece um desafio mais fácil. O que parecia fácil afinal nem por isso a sra minha mãe fez uma limpeza há tempos e não sobrou quase nada, um par de odete santos e uns castanhos. Nada dava para o efeito.

Segue-se a odisseia da encharpe e casaco etc às quais vos vou poupar. Basicamente safamos como safo sempre, em casa da mãe.

De manhã aparece uma prima para o cabelo e makeup, a seguir ao almoço lá safámos as unhas e uma carteira e monta-se o kit. Laca foi descer ao andar de baixo e a tia nanã arranjou.

Final perfeito, vai uma gata mais gatas do que as outras que lá vão estar. Fora a noiva claro que é sempre a mai linda. Obrigada bity pelo convite que lançou este mega desafio. Continuo a achar que não estou à altura mas as amigas e primas safam.

Que se divirtam e viva a noiva!

rosa amado

Sem comentários:

Enviar um comentário