A vidinha

A vida é assim.

As coisas não são quando queremos nem como queremos, mesmo se quisermos muito.

Queria muito conhecer o nosso novo bebé, queria dar-lhe beijinhos e saber que estava tudo bem. Queria levá-lo para casa para ao pé dos irmãos. Mas a vida não é quando queremos é quando tem de ser.
Veio o médico e disse isso mesmo, foi claro e pouco simpático.  Fiquei triste porque queria e porque preciso de aprender a esperar mais.  

Mandou-me tomar um banho e tomei.
Ninguém pensa que com contracções de minuto em minuto e cheias de dor volta para casa. Mas nós sim, voltamos. Falso trabalho de parto é o que lhe chamam, eu cá acho que é só maldade. Tirar o rebuçado a uma criança, ainda que já tenha tido as dores de dentes (fisicamente inviável I know).

Não é drama, conto tê-lo nos braços nos próximos dias e isso é extraordináriamente melhor do que não ter nada. Tenho a barriga, essa cena gigante que me acompanha e casa cheia para me entreter.
Depois volto quando estiver no ponto, ponto que eu não sei qual é por isso não vale perguntar. Mas fica prometido que volto e te levo para casa meu amor. E aviso todos nessa altura.

Obrigada a todos pelas mensagens queridas. #yourock
[A enfermeira top foi passada a ferro pelo médico besta. Tem toda a razão o médico mas podia ter sido mais simpático. #queroomeunandodevolta]

rosa amado

Sem comentários:

Enviar um comentário