10 dias do pai

10 dias depois dele nascer.
10 dias só nossos.
10 dias que quase sabem a férias, não fossem os primeiros 10 dias de um bebé novo.


Ajudaste-me em tudo. Deste banhos, jantares, limpaste rabos e levantaste-te à noite para acalmar pesadelos.  Já fazes isso tudo normalmente mas nestes 10 dias era a tua profissão e levaste-a a sério. 


Fizemos malas e fomos passear, almoçámos a dois, a três, a quatro e a seis, tratámos das burocracias, vimos séries e filmes e deixaste-me escolher sempre as comédias românticas. Cozinhaste pratos de master chef ao almoço e jantar. Trouxeste-me pequeno almoço à cama com sumo de laranja e pão de sementes que compraste depois de os deixares na escola. Vestiste-os quase todos os dias com a ajuda da tania e sabias melhor que eu que mochila levar para a escola. Foste com o zm à terapia, com o manel ao barbeiro e deixar a tania à explicação.


10 dias que souberam a pouco. Para ti às tantas deram mais trabalho que um trabalhão.


Obrigada joka. Por estas e por outras é que os baby blues fogem cá de casa e os bebés que ficam só bebés calmos [o melhor é não falar muito].

rosa amado

Sem comentários:

Enviar um comentário