Filhos com necessidades especiais

Alguém em conversa me perguntava, em tom de dizer, que um filho com necessidades devia ser um desafio muito maior. Que devia ser muito mais difícil de criar. Fiquei assim meia sem saber o que dizer porque a verdade verdadinha é que não sei.

É verdade que ele tem necessidades e é verdade que algumas delas são mesmo especiais. Mas também é verdade que ele tem o que precisa mais identificado. Sabes que ele tem dificuldade ali e tratas aquele problema e porque tás sempre mais atenta vais sempre sabendo o que é preciso a cada minuto. Mais método menos método vamos acertando ou pelo menos andando de olhos postos no bicho.

Nos outros não tanto. Deixas mais crescer como as arvores. E estas férias dei por mim a olhar para o nézinho que, no meio de todo o fácil que é, sente-se sempre melhor acompanhado do que sozinho. Que é super mega hiper organizado e isso é bom mas às tantas quer dizer qualquer coisa que eu devia explorar melhor. Ou a sua irritação quando o contrariam e que aparentemente não passa com treino de contrariar.

Ou a tania que precisa de mais segurança. Ou só de validação como todos. E de tempo nosso só para ela. Tempo que dê para revermos tudo o que vai no coração ou só nos apontamentos.

O xavi que foi preciso muito tempo e persuasão para o ajudar a gostar da lata e adormecer na tranquilidade.

Não são necessidades de cromossomas ou terapias se calhar. ou se calhar são. E são sem dúvida especiais e por não terem o foco constante vão vivendo na sombra [as necessidades] e um dia podem tornar-se elefantes. [Grandes e selvagens] e depois o que não era problema nenhum fica uma cena complicada.

melodramas à parte este verão o zé foi o último nas minhas preocupações. Porque não precisava. Não que os outros tenham sido um cabo dos trabalhos mas a verdade e que também têm necessidades bastante especiais e passam mais ao lado.

Sei que vamos falhar mais que muitas vezes mas uma das que queria mesmo acertar era que fossem sempre todos especiais e que conseguisse mesmo chegar às suas necessidades. E que sempre que possível crescecem só como as árvores para eu não os estragar muito.

rosa amado

4 comentários:

  1. Descobri o vosso blog por acaso e foi amor à primeira leitura. Vocês são o máximo como família. Adoro ler os vossos posts e o modo que têm de enfrentar a vida e os problemas. Vocês são todos os dias, para mim, uma inspiração. Obrigada por existiram!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. que coisa boa de ouvir, obrigada nós!
      grande grande beijinho

      Eliminar
  2. Lindas palavras...é bem verdade! Todos os nossos filhos têm necessidades especiais...cabe-nos a nós ter lucidez para decifrar as necessidades que vão precisando a cada momento e, às vezes, muita paciência e compreensão para os ajudar :)!

    ResponderEliminar