Vai de arraial

Arraial dos primos, tios, avós e bizavós de quase 100 anos.

Arraial dos primos de onde moramos e onde morei toda a vida.

Uma rua que vai dar a uma rotunda onde estão enterradas as alianças dos nossos bizavós. Dos dois lados da rua há casas de primos, tios e tios-avós, prai 30 casas. E crescemos todos juntos. Dos 2 bizavós deram 13/14 filhos, uns não sei bem quantos na geração seguinte e daí em diante. Agora somos 342, a última nascida há 3 semanas.

Somos tantos que já não moramos todos à juntos. Só alguns, na aldeia dos macacos. Para não perdermos o fio à meada organizamos destes arraiais em que que tudo o que se diga é pouco:

- dias, horas e meses de organizações. Um representante por família e mãos à obra [claro que a minha Pi é a melhor de todas]

- no dia tudo ajuda e os que moram perto vão cedinho para a rua montar a festarola.

- jogo de bola para recordar velhos temos e lá vão os quase veteranos dar uma perninha no benfica-sporting

- insufláveis, carrinhos de rodas, balões de água e tudo mais para os mais novos

- porco no espeto, sardinhagem e máquina de cerveja para os graúdos

- pulseiras a identificar a cor dos avós de cada ramo

- mesas corridas, bandeirolas, mangeiradas e bailarico de tardes de verão 
- namorados em dia de dar provas e botar discurso para provar que merecem tudo isto. Elogiar as qualidades dos respectivos e aproveitar o mote para todo o tipo de praxes [o Bernardo foi ao castigo, está claro]

Um registo chacota, desbunda saudável e descontraído. Uma oportunidade para estarmos com tempo uns com os outros, santo António de fundo e cheiro a churrasco.
















rosa amado

7 comentários:

  1. Há muiiiitos anos tive uma colega de Liceu (Maria Amália) que se chamava Mariana Palma Leal (Garcia), Mariana como eu, e que vivia na Calçada de Palma de Baixo, onde era também a minha residência...Pode-me dizer se está ligada a esta família? Tinha um irmão chamado Duarte, lembro-me eu...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. e minha tia, irmã da minha mãe. tia nanã para os meus filhos!

      Eliminar
    2. Que engraçado!Tantos anos sem saber da que foi a minha colega na carteira de frente e agora,do nada, a blogoesfera traz-me essas lembranças! No Liceu não se escolhiam os lugares, ficávamos por nomes/números e éramos as únicas Marianas na turma. Lembro-me de ver da minha casa a vossa família do outro lado da rua, na quinta com árvores enormes onde hoje há prédios igualmente altos! E de irmos para o liceu num "boca de sapo", nunca mais andei num carro desses...Felicidades para a mãe e para a vossa enorme família, também houve uma "tanita" na casa dos meus pais mas não correu bem...

      Eliminar
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
  2. Na excitação desta descoberta publiquei 2 vezes o mesmo comentário mas já eliminei um!

    ResponderEliminar
  3. Na excitação desta descoberta publiquei 2 vezes o mesmo comentário mas já eliminei um!

    ResponderEliminar