Sábado [tudo menos] perfeito


Às vezes o teu ideal de dia não é igual ao meu.
Vivo como se todos os dias fossem o ultimo dia que vou a praia este verão, e tu vives a pensar no próximo jogo do Belém.

Tu não vais a correr para a areia e eu não fico sentada a ver passar bolas e às vezes da faisca.

Eu queria que tu tivesses posto a primeira à primeira e tu querias acordar devagar e começar com arranque ao ralenti. Deu faisca e discutimos.

Fomos para a praia de trombas. Um diazao e umas trombas. Raios por uma razão tão estúpida podiamos mesmo ter aproveitado este que pode bem ter sido o último diazao do verão. Raios.
Isso e discutir à frente dos miúdos, não foi grave mas era dispensavel. E relembras logo mil artigos e maneiras que dizem e opinam sobre tudo o que lhes vai acontecer só por isto. Provavelmente nada mas a consciência não é da tréguas.

No fim do dia eu tive a minha praia e tu o teu belemzão e amigos como dantes.

Mas que fique dito e escrito, para quem dúvidas tivesse, que a vida não é só um mar de rosas. É mar de rosas e joaos e ha dias de trombas. Sol e trombas.


rosa amado

Sem comentários:

Enviar um comentário